27 agosto 2007

"Amaranth"

Amaranto*

Batizado com um nome perfeito
A dúvida vindo de um coração
Sozinho sem ele mesmo

Guerra entre ele e o dia
Precisando de alguém pra por a culpa

Você acredita mas o que você vê?
Você recebe mas o que você dá?

Cuide daquele, que nunca cairá
Chovendo em seu coração - as lágrimas de uma neve branca triste
Cuide daquele, o amaranto escondido
Em uma terra aurora

Separado do grupo errado
Neste vôo breve do tempo nós alcançamos
Para esses, quem quer que desafio

Você acredita mas o que você vê?
Você recebe mas o que você dá

Cuide daquele, que nunca cairá
Chovendo em seu coração - as lágrimas de uma neve branca triste
Cuide daquele, o amaranto escondido
Em uma terra aurora

Chegando, procurando por algo intacto
Ouvindo vozes nunca escutadas antes


Cuide daquele, que nunca cairá
Chovendo em seu coração - as lágrimas de uma neve branca triste
Cuide daquele, o amaranto escondido
Em uma terra aurora

*Amaranto (do grego amarantos, indelével), um nome principalmente utilizado em poesia e aplicado ao Amaranto e outras plantas que,

por não desvanecerem rapidamente, tipificam a imortalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Não sei o que supor do teu silêncio. Escreve!(...)"
João de Deus