20 março 2010

De volta à Lousã

Talasnal
Bem, andava louca para voltar à Lousã, à serra! Pensei, a primavera é um óptimo pretexto!!! Os meus olhos brilharam logo que me passou essa ideia pela cabeça... o desejo aumentava de dia para dia! Parecia uma criança excitada, contando os dias à espera do tal, especial, dia de passeio! Voltar à serra, às aldeias de xisto que eu tanto adoro, para mim era uma autentica vibração, paraíso!
Os dias pareciam também a melhorar... e eu feliz sorria e dizia: "dia 20 vou à Lousã!"... Mas pronto, o tempo mudou!
Contudo, decidi ir na mesma e foi tal como estava à espera., se não melhor...foi um máximo! Não há palavras para explicar o que senti e vivi! Fartei-me de andar... subir, descer escadas...descobrir novos caminhos, novas aldeias! =) E mesmo com este tempo, é bonito de se visitar... pois é a junção do xisto... dos verdes deslumbrantes das ervas e plantas que contrastam tão bem... São as pessoas tão simpáticas e afáveis que nos recebem tão esplendorosamente bem! Amei por completo o dia!
E agora o que digo... é que quero voltar novamente em breve! =)



(Na foto acima, é a entrada para a Casa da Urze... lojinha de artesanato, café, restaurante e ainda tem alojamento! Eu tive a oportunidade de provar uns bolinhos regionais de castanha muito bons!)



(Seguindo o percurso pedestre, vai-se dar a um riacho repleto de cores, sentimentos, sons, magias! É um misto de Vida!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Não sei o que supor do teu silêncio. Escreve!(...)"
João de Deus